Jornal Nortesul

Publicado: 20/11/2014 às 08:33:22

O jornal Nortesul esta tentando sempre melhorar, por isso estamos com um novo portal, acesse: http://www.jornalnortesul.com/

Ver notícia

Outras Notícias

BR-101 requer cuidados entre o km 308 ao km 312, em Laguna/SC

BR-101 requer cuidados entre o km 308 ao km 312, em Laguna/SC

19/11/2014 às 08:40:06

Trecho em obras de duplicação da rodovia federal seguem entre os bairros Bentos e Barbacena, com fluxo de veículos em pista simples. Limite continua em 60 km/h.   A duplicação da BR-101 Sul, em Santa Catarina, tem 232,5 quilômetros de pistas duplicadas e liberadas ao trânsito de veículos e pedestres. A duplicação está em andamento Laguna, com intensidade entre o Km 308 ao Km 316. Nesse trecho, o fluxo de veículos segue por pista simples, com duplo sentido de circulação, onde os cuidados na movimentação requerem atenção redobrada por motoristas e pela população lindeira. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), para uma viagem tranquila, os usuários devem atentar para algumas recomendações de segurança ao trafegar por segmentos de pista simples. Ao deslocar-se pela rodovia, deve-se manter distância do veículo que trafega à frente. O acostamento de pista deve ser usado somente em caso de emergência. Os motoristas que for flagrado ultrapassando pelo acostamento receberá notificação no valor de R$ 127,69. Se transitar pelo acostamento e for ultrapassar mais de um veículo, a multa é de R$ 540,00. Em pista simples, a PRF lembra que o motorista não deve forçar ultrapassagens onde a faixa de eixo central apresentar continuidade de pintura ou em curvas e locais com pouca visibilidade do tráfego. Os locais para ultrapassagem devem ser visualizados em segmentos com faixa amarela tracejada. Há segmentos em pista simples entre o Km 231 ao Km 235, no Morro dos Cavalos (Palhoça) e entre o Km 337 ao Km 339 e no Morro do Formigão (Tubarão). Os limites de velocidade fixados nesses trechos de pista simples variam de 40 Km/h a 60 Km/h, para todos os tipos de veículos. Nas pistas duplicadas, esse limite é de 110 Km/h para veículos leves e 90 Km/h para veículos pesados (transportadores de carga e passageiros). Nos morros dos Cavalos e do Formigão há faixa lateral auxiliar para tráfego de veículos lentos, em ambos os sentidos de fluxo.  Ultrapassagens são proibidas em desvios – Os usuários da BR-101 Sul devem atentar para a proibição da manobra de ultrapassagem utilizando-se a faixa destinada ao tráfego local, inserida em desvios laterais às obras de viadutos e passagens inferiores. Além de gerar riscos a pedestres e a motoristas, a manobra configura infração de trânsito passiva de notificação por infração grave, chegando a R$ 127,69, mais cinco pontos na Carteira Nacional de Habilitação.
Delegados expõe situação do Presídio Regional de Araranguá em sessão

Delegados expõe situação do Presídio Regional de Araranguá em sessão

18/11/2014 às 08:12:27

Representantes pedem apoio do Legislativo de Araranguá Na sessão de segunda-feira, a segurança voltou à pauta do Legislativo. Naquela noite, durante o período da palavra livre, o Delegado Regional Luiz Vanderlei Sala, o delegado de polícia de Araranguá, Jorge Giraldi, o delegado de Santa Rosa do Sul, Ari José Riva, e o delegado Jair Pereira Duarte, responsável pelas delegacias da Mulher de Araranguá e Delegacia de Maracajá expuseram a preocupação com a situação do Presídio Regional e da situação de trabalho enfrentada pelos agentes de polícia na região.   Giraldi destacou que com a interdição total do Presídio (que hoje apresenta uma população carcerária de 450 presos, sendo que possui a capacidade para 128 detentos), a Polícia desloca os presos para outras cidades, como Tubarão, mas esta, por exemplo, também já estava quase superlotada e acabou sendo interditada. "Os policiais estão fazendo o papel de carcereiros", alertou o delegado que apontou a carência de profissionais e investimentos na área na região, além da preocupação com o encaminhamento dos presos.   Sala também se manifestou na tribuna. "O nosso papel é investigar, agir, e o papel do Deap, o Departamento de Administração Prisional, é encaminhar os presos", ressaltou o delegado que frisou: "Se não houver pressão das autoridades, ficaremos esquecidos", salientou Sala.   O Presidente da Câmara Municipal, Ozair da Silva, o Banha (PT), apresentou uma proposta, que foi composta a partir de sugestões dos presentes, para que as preocupações dos delegados sejam levadas ao Estado. "Pretendemos fazer uma audiência com o Governador Raimundo Colombo, reunir os Presidentes das Câmaras Municipais dos 15 municípios, mais os legisladores de Araranguá, para que participem dessa reunião", ressaltou Banha que apresentou dois pontos que precisam ser discutidos por toda a sociedade. "O problema da segurança ocorre em duas linhas: é necessário que haja concurso público para aumentar o efetivo, e a estrutura física", salientou Banha. Assim que a audiência for marcada, os delegados serão comunicados.         Sobre o Presídio O local estava interditado parcialmente desde o ano passado pela superlotação e problemas estruturais. Como o prazo para o PRA cumprir as medidas expirou, em julho, a Justiça realizou a interdição, por meio da decisão do juiz Luís Felipe Canever. Agora foi o Presídio de Tubarão que foi parcialmente interditado, em outubro, pela 2ª Vara Criminal de Tubarão, atendendo a um pedido do Ministério Público de Santa Catarina (MPSC). O local com capacidade para 372 presos apresenta hoje uma população carcerária de 611 presos. 
SC-390 com trânsito liberado

SC-390 com trânsito liberado

17/11/2014 às 16:57:28

Rodovia estadual foi interrompida no sábado (15) para trabalhos de remoção da antiga ponte sobre o Rio Tubarão e liberada no domingo, às 21 horas.   O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) finalizou às 21 horas de domingo (16), a remoção dos escombros da antiga ponte sobre o Rio Tubarão, liberando, em seguida, o tráfego de veículos pela SC-390. A rodovia estadual, que liga a cidade de Tubarão à região serrana catarinense, estava interrompida deste a manhã de sábado, para segurança dos motoristas e trabalhadores envolvidos na demolição da estrutura. O tráfego é feito de acordo com a sinalização provisória de obras, em ambas as faixas de rolagem. Dessa forma, é necessário que os motoristas tenham muita atenção e cautela, pois continuam os trabalhos para a retirada dos vãos e pilares e da estrutura restante na cabeceira Norte da ponte, previsto para ser concluído em duas semanas. Com a remoção dos tapumes para a implosão da ponte, no domingo (16), os pedestres, motoristas e moradores lindeiros devem evitar a parada para acompanhar a evolução da obra. Os pedestres, que circulam pela Avenida Severiano Albino Corrêa à SC-390, devem evitar o trânsito na frente de obras até a reinstalação dos tapumes de isolamento.  A obra - O consórcio das empresas Engedal Construtora de Obras Ltda. e Cima Engenharia e Empreendimentos, contratado pelo DNIT, é o responsável pela construção da nova ponte. A estrutura está localizada no km 337,03 da BR-101 Sul, entre os bairros Morrotes e Fábio Silva do município catarinense de Tubarão. Quando finalizada, terá 340,8 metros de comprimento por 12,1 metros de largura, com duas faixas de rolagem, acostamento e guarda rodas (proteções laterais de concreto), recebendo somente o fluxo de veículos no sentido Sul - Norte.
Escolhida na SDR Araranguá redação vencedora de concurso de Educação Nutricional

Escolhida na SDR Araranguá redação vencedora de concurso de Educação Nutricional

17/11/2014 às 13:57:41

A aluna Vitória Eduarda Cardoso da S. Trajano, de 11 anos, estudante da EEB Cônego João Reitz, de Santa Rosa do Sul, teve sua redação escolhida no concurso promovido pela empresa Risotolândia, através do Projeto de Educação Nutricional ‘Contando Histórias – A aventura de Arroz e Feijão’.   A definição ocorreu na sede da Secretaria do Desenvolvimento Regional de Araranguá na última quinta-feira, 13, onde as quatro redações pré-selecionadas pela empresa que fornece alimentação para as escolas da rede estadual de ensino da Região foram analisadas pela equipe formada por profissionais da 22ª Gerência Regional de Educação e a supervisora operacional de treinamento/educação nutricional da Risotolândia, Grasiane Sartor Paganini.   A supervisora de Assistência ao Estudante da 22ª SDR, Rosmere Macalossi, explica que o concurso foi aberto a todas as escolas estaduais, para a participação de alunos do 2º ao 5º ano. Entre os critérios estabelecidos pela equipe para definição do vencedor estavam a originalidade e criatividade. “A aluna Vitória contou uma curiosa e interessante aventura dos alimentos saudáveis e não-saudáveis dentro do corpo humano. Parabéns à aluna pela criatividade e à Risotolândia por desenvolver este importante projeto que estimula a criatividade dos alunos”.   A supervisora operacional de treinamento/educação nutricional da Risotolândia, citou que a entrega da premiação ocorrerá nos próximos dias. A vencedora ganhará um tablet, e os alunos que tiveram as redações pré-selecionadas ganharão um dominó educativo sobre alimentação. Já as 4 escolas – EEB Cônego João Reitz (Santa Rosa do Sul); EEB Jorge Schutz (Turvo); EEB Imaculada Conceição (Jacinto Machado) e EEB João dos Santos Areão (Santa Rosa do Sul) receberão um kit pedagógico.
Balanço dos gastos feitos no último pleito em Santa Catarina

Balanço dos gastos feitos no último pleito em Santa Catarina

17/11/2014 às 09:10:41

Votos custam R$ 44 milhões   Sete dos oito candidatos ao Governo de Santa Catarina gastaram mais de R$ 21 milhões durante a campanha. O eleito, Raimundo Colombo (PSD), gastou mais que a metade do valor. Já os deputados eleitos gastaram R$ 22,5 milhões   O governador reeleito de Santa Catarina, Raimundo Colombo (PSD) arrecadou e gastou R$ 12.686.824,52 para a campanha eleitoral, segundo a prestação de contas feita ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral).   Os gastos do candidato correspondem à mais da metade dos recursos movimentados para a disputa do cargo em Santa Catarina. Juntos, os sete candidatos gastaram R$ 21.228.782,76. A estimativa inicial era de que os candidatos ao Governo do Estado gastassem em torno de R$ 84 milhões. Em 2010, a estimativa era menos da metade desse valor: 38,6 milhões.   RAIMUNDO COLOMBO (PSD) Receita: R$ 12.686.824,52 Despesa: R$ 12.686.824,52   PAULO BAUER (PSDB) Receita: R$ 6.765.000 Despesa: R$ 6.762.794,33   CLAUDIO VIGNATTI (PT) Receita: R$ 1.723.031,10 Despesa: R$ 1.723.029,25   JANAÍNA DEITOS (PPL) Receita: R$ 26.500 Despesa: R$ 26.500   AFRÂNIO BOPPRÉ (PSOL) Receita: R$ 23.894,00 Despesa: R$ 17.570,79   GILMAR SALGADO (PSTU) Receita: R$ R$ 8.948,33 Despesa: R$ 8.572,90   MARLENE SOCCAS (PCB) Receita: R$ 3.115,45 Despesa: R$ 3.115,45   ELPÍDIO NEVES (PRP) A prestação de contas foi entregue sem lançamento de despesas     ASSEMBLEIA LEGISLATIVA   Deputados eleitos gastaram mais de R$ 22,5 milhões   Juntos os 40 candidatos eleitos para ocupar uma cadeira na Assembleia Legislativa de Santa Catarina a partir de 2015 gastaram R$ 22.539.557,90, segundo a prestação de contas feita ao TSE. O valor é só um pouco maior que o gasto dos candidatos ao Governo do Estado.   Ao lado, o leitor pode comparar as despesas de campanha de cada um dos eleitos, listados segundo a maior votação recebida. O deputado reeleito, Gelson Merísio (PSD), por exemplo, foi o que mais gastou, mas também o mais votado. As despesas superaram o valor investido por seis dos candidatos a governador.   Em seguida, entre os que mais gastaram, aparecem Valdir Cobalchini (PMDB), que aplicou R$ 1.494.683,23 na campanha eleitoral; Maurício Eskudlark (PSD), de São Miguel do Oeste, que teve uma despesa de R$ 1.239.011,43; Ismael dos Santos (PSD) que gastou R$ 1.096.419,44; e Narcizo Parisotto (DEM) que investiu R$ 1.001.427,89.   O deputado que declarou menor despesa durante a campanha foi Marcos Vieira (PSDB). Ele gastou R$ 19.187,33.   Outro candidato de São Miguel do Oeste, mas que não conseguiu se eleger, João Grando (PMDB), arrecadou R$ 169.780,50. Ele gastou R$ 169.781,09.     GELSON MERÍSIO (PSD) Receitas: R$ 2.378.409,18 Despesa: R$ 2.378.409,18   JOSÉ NEI ASCARI (PSD) Receita: R$ 590.700,00 Despesa: R$ 590.224,49   ISMAEL DOS SANTOS (PSD) Receita: R$ 1.097.190,62 Despesa: R$ 1.096.419,44   MILTON HOBUS (PSD) Receita: R$ 315.070,67 Despesa: R$ 315.070,67   COBALCHINI (PMDB) Receita: R$ 1.495.966,23 Despesa: R$ 1.494.683,23   JEAN KUHLMANN (PSD) Receita: R$ 773.629,38 Despesa: R$ 772.919,77   MAURO DE NADAL (PMDB) Receita: R$ 487.832,98 Despesa: R$ 487.832,98   DARCI DE MATOS (PSD) Receita: R$ 818.204,20 Despesa: R$ 818.204,20   SERAFIN VENZON (PSDB) Receita: R$ 531.985,00 Despesa: R$ 531.897,19   ZÉ MILTON (PP) Receita: R$ 254.568,45 Despesa: R$ 254.568,45   CHIODINI (PMDB) Receita: R$ 582.174,35 Despesa: R$ 581.997,03   MARCOS VIEIRA (PSDB) Receita: R$ 19.203,60 Despesa: R$ 19.187,33   ADA DE LUCA (PMDB) Receita: R$ 777.789,76 Despesa: R$ 777.786,75   LUCIANE CARMINATTI (PT) Receita: R$ 331.804,03 Despesa: R$ 331.804,03   NARCIZO PARISOTTO (DEM) Receita: R$ 1.001.427,89 Despesa: R$ 1.001.427,89 KENNEDY NUNES (PSD) Receita: R$ 891.949,10 Despesa: R$ 891.949,10   LEONEL PAVAN (PSDB) Receita: R$ 610.822,31 Despesa: R$ 610.822,31   ROMILDO TITON (PMDB) Receita: R$ 384.142,00 Despesa: R$ 384.141,37   Dr. VICENTE (PSDB) Receita: R$ 523.783,00 Despesa: R$ 523.783,00   SILVIO DREVECK (PP) Receita: R$ 618.374,83 Despesa: R$ 618.374,83   ANTONIO AGUIAR (PMDB) Receita: R$ 457.796,92 Despesa: R$ 457.796,92   MOACIR SOPELSA (PMDB) Receita: R$ 422.842,00 Despesa: R$ 422.800,47   NEODI SARETTA (PT) Receita: R$ 205.720,00 Despesa: R$ 205.330,15   ANA PAULA LIMA (PT) Receita: R$ 430.995,00 Despesa: R$ 430.986,31   ESKUDLARK (PSD) Receita: R$ 1.239.011,43 Despesa: 1.238.776,87   GABRIEL RIBEIRO (PSD) Receita: R$ 251.128,28 Despesa: R$ 251.072,14   DIRCE (PMDB) Receita: R$ 497.244,80 Despesa: R$ 497.244,80   JOÃO AMIN (PP) Receita: R$ 399.744,71 Despesa: R$ 399.294,02   PEDRO BALDISSERA (PT) Receita: R$ 272.248,76 Despesa: R$ 272.248,76   DIRCEU DRESCH (PT) Receita: R$ 373.390,00 Despesa: R$ 378.318,27   VALMIR COMIN (PP) Receita: R$ 417.490,55 Despesa: R$ 416.867,11 RICARDO GUIDI (PPS) Receita: R$ 331.803,99 Despesa: R$ 331.803,99   MÁRIO MARCONDES (PR) Receita: R$ 857.782,28 Despesa: R$ 857.782,28   RODRIGO MINOTTO (PDT) Receita: R$ 721.537,37 Despesa: R$ 720.852,23   NATALINO LAZARÉ (PR) Receita: R$ 184.654,50 Despesa: R$ 184.351,97   PATRÍCIO DESTRO (PSB) Receita: R$ 351.584,00 Despesa: R$ 351.274,27   VALDUGA (PCdoB) Receita: R$ 382.046,09 Despesa: R$ 382.046,09   SALVARO (PSB) Receita: R$ 258.572,87 Despesa: R$ 258.572,87   *Prestação de contas final ao TSE     CÂMARA DOS DEPUTADOS   Um milhão para se eleger   Os 17 candidatos eleitos para representar os catarinenses na Câmara dos Deputados gastaram quase R$ 1 milhão cada uma para se eleger. Enquanto isso, os candidatos ao Senado gastaram R$ 9,4 milhões na disputa de uma vaga.   Os 17 candidatos a deputado federal eleitos para representar a bancada catarinense entre 2015 e 2018 gastaram R$ 16.896.114,79.   Ao lado estão listados os eleitos, conforme a votação recebida, para o comparativo dos gastos. Décio Lima (PT), em décimo na listagem, por exemplo, foi o que teve a maior despesa. Ele aplicou R$ 1.985.544,91 na campanha eleitoral.   Depois dele, quem mais gastou dinheiro para se eleger foram: Mauro Mariani (PMDB), que teve uma despesa de R$ 1.971.993,09; Jorge Boeira (PP) que destinou R$ 1.704.577,07; e João Rodrigues (PSD) que gastou R$ 1.631.542,19 para se eleger.   O candidato a deputado federal mais votado foi Esperidião Amin (PP) que aparece na sequência com a quinta maior despesa. Ele investiu R$ 1.370.332,05. Quem menos gastou foi a décima sétima eleita, Geovânia de Sá (PSDB), que prestou conta de uma despesa de R$ 179.793,63.   Os candidatos de São Miguel do Oeste, não conseguiram se eleger. Everaldo Di Berti (PSDB) gastou R$ 13.147,85 e Maria Tereza Capra (PT) R$ 49.644,31.   ESPERIDIÃO AMIN (PP) Receita: R$ 1.373.575,85 Despesa: R$ 1.370.332,05   JOÃO RODRIGUES (PSD) Receita: R$ 1.631.542,19 Despesa: R$ 1.631.542,19   MAURO MARIANI (PMDB) Receita: R$ 1.971.993,09 Despesa: R$ 1.971.993,09   ROGÉRIO MENDONÇA (PMDB) Receita: R$ 892.496,00 Despesa: R$ 891.906,82   PEDRO UCZAI(PT) Receita: R$ 839.750,96 Despesa: R$ 839.750,96   MARCO TEBALDI (PSDB) Receita: R$ 561.356,37 Despesa: R$ 561.356,37   JOÃO PAULO KLEINUBING (PSDB) Receita: R$ 617.756,14 Despesas R$ 617.748,94   JORGE BOEIRA (PP) Receita: R$ 1.704.577,07 Despesa: R$ 1.704.577,07   VALDIR COLATTO (PMDB) Receita: R$ 619.891,00 Despesa: R$ 619.891,00   DÉCIO LIMA (PT) Receita: R$ 1.985.573,77 Despesa: R$ 1.985.544,91   CESAR SOUZA Receita: R$ 1.185.978,79 Despesa: R$ 1.185.970,99   CELSO MALDANER (PMDB) Receita: R$ 1.166.870,00 Despesa: R$ 1.166.541,69   RONALDO BENEDET (PMDB) Receita: R$ 1.795.659,98 Despesa: R$ 1.795.659,98   CARMEN ZANOTTO (PPS) Receita: R$ 373.021,05 Despesa: R$ 373.176,79   GEOVÂNIA DE SÁ (PSDB)
Santuário Nossa Senhora de Caravaggio recebe a visita do técnico Felipão

Santuário Nossa Senhora de Caravaggio recebe a visita do técnico Felipão

17/11/2014 às 08:57:37

O Santuário Diocesano Nossa Senhora de Caravaggio, em Nova Veneza (SC), recebeu uma visita inusitada na manhã de hoje (15). A presença do técnico do Grêmio, Luiz Felipe Scolari, o “Felipão”, por volta de 08h30min, chamou a atenção de quem estava por perto. “Ele chegou, se ajoelhou na frente da imagem de Nossa Senhora e rezou bastante. Muito emocionado, soluçava de chorar”, relata a catequista Albertina Spillere, cujos catequizandos tiraram fotos e pediram autógrafos do ex-técnico da Seleção Brasileira de Futebol.Conforme o Reitor do Santuário, Padre Valdemar Carminati, que abençoou uma imagem de Nossa Senhora de Caravaggio adquirida pelo técnico, Felipão já visitou o templo em outras ocasiões, quando esteve em Criciúma. Segundo o padre, ele chegou acompanhado pelo proprietário do Hotel Bormon, onde a delegação estava hospedada para a partida contra o Criciúma, neste sábado, às 19h30min, no Estádio Heriberto Hülse.